• Karine Durães

Introdução alimentar cedo

Atualizado: 15 de Ago de 2018


No quilombo a amamentação é a regra. As mulheres comentam que querem amamentar bastante tempo. Conversamos com a Dona Laura, parteira quilombola, sobre quando ela começou a dar algum alimento para seu bebê – diferente do leite materno.


E, ao contrário da cultura indígena que visitamos anteriormente, em que isso acontece mais tarde, ela comenta que começou oferecer outro alimento muito cedo, com 1 ou 2 meses.


No lugar do leite materno, leite de vaca, farinha de mandioca, algum caldo. Acompanhando a amamentação, que era a predominância na alimentação do bebê ainda.

Dona Laura explica:


– Eu tinha que ir pra roça. Não podia ficar muito tempo só com o bebê.  


Mesmo vivendo em um ambiente rural, Dona Laura viveu uma realidade muito comum a milhares de mães ao redor do mundo: mulheres que precisam trabalhar logo depois de serem mães e tem necessidade de se separar cada vez mais cedo o bebê. Esse é um dos fatores importantes que determinam o final do aleitamento materno e influenciam em toda a alimentação e desenvolvimento da criança.

17 visualizações
EXPEDIÇÃO PRIMEIRO PRATO

REALIZAÇÃO

Expedição Primeiro Prato - 2018 Desenvolvido por 113dc Design + Comunicação